Bento Gonçalves

A Capital Brasileira do Vinho é uma cidade que une o melhor de dois mundos. Sua gente, seus hábitos e a cultura do interior com a agitação de um lugar que vive dia e noite os encantos e prazeres do vinho, da gastronomia e da vida social. Tudo isso de um jeito especial, com sotaques e traquejos típicos dos imigrantes europeus, em sua maioria italianos, que colonizaram a região no final do século XIX.

A Cidade
Uma cidade vibrante, onde a energia de milhares de turistas se associa a tipicidade local para encantar seus visitantes em qualquer estação do ano. Com um corredor gastronômico ladeado por bares, restaurantes e hotéis, alia diversidade de experiências e preservação de costumes italianos de uma forma única. Entre seus principais atrativos estão as rotas turísticas Caminhos de Pedra, Vale dos Vinhedos, Cantinas Históricas, Vale do Rio das Antas e Encantos de Eulália, todos desenvolvidos no interior do município.

A cidade de pouco mais de 120 mil habitantes é sinônimo de bem estar e acessibilidade. Da área urbana se chega a qualquer roteiro turístico em poucos minutos e aos principais aeroportos do Estado em pouco mais de uma hora.

Com uma economia diversificada, Bento Gonçalves se destaca pelos seus móveis, pela metalurgia e pelo turismo do vinho. Sua estrutura de atendimento ao turista é invejável alimentada por hotéis, pousadas, vinícolas, bares e restaurantes.

Vale dos Vinhedos

Conhecido no Brasil e no mundo pelos vinhos, espumantes e empreendimentos turísticos de tirar o fôlego, o Vale dos Vinhedos é daqueles lugares que você não pode deixar de conhecer. Rodando poucos quilômetros, entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul é possível encontrar dezenas de vinícolas e restaurantes, além de cervejarias, empresas de chocolate, geleias, artesanatos e produtos típicos da região. Vinícolas como Miolo e Casa Valduga, além de pequenas boutiques, estão no roteiro.

Caminhos de Pedra

São pouco mais de 12 quilômetros por uma estrada que reúne casas de pedra do período da imigração italiana, hoje Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul. Restauradas por famílias empreendedoras, elas formam um roteiro de atrações que vão do trato com ovelhas, shows de pastoreio, tecelagem, ladrilhos, doces artesanais, vinhos, espumantes e sucos, salame, queijos, casa de erva mate, cucas e até um parque de esportes radicais. Tudo isso, claro, em meio a incontáveis restaurantes.

Vale do Rio das Antas

Uma rota cheia de curvas que serpenteiam o caminho entre a sede de Bento Gonçalves e o Rio das Antas e sua travessia pela famosa ponte Ernesto Dorneles, uma das maiores pontes em arcos paralelos do mundo. O roteiro se destaca pelas paisagens exuberantes, acessíveis de miradouros localizados ao longo do trajeto, cachaçarias, restaurantes de comida típica, tendas com produtos artesanais e, claro, por vinícolas, entre elas a Salton.

Cantinas Históricas

Os imigrantes provenientes do Vêneto e do Trento, norte da Itália, encontraram as condições ideais para desenvolver a arte do vinho nas encostas de Faria Lemos, distrito de Bento Gonçalves. Nesse roteiro desenvolveram a tipicidade de seus vinhos em pequenas vinícolas familiares localizadas no topo de uma elevação que possui vistas espetaculares, do Vale Aurora, por um lado, e do Vale do Rio das Antas, de outro.

Encantos da Eulália

Mais recente entre as rotas turísticas do município, Encantos da Eulália está entre o Vale dos Vinhedos e as Cantinas Históricas e se destaca por atrações históricas, comidas típicas, vinhos e um dos maiores centros de esportes de aventura do Brasil.